Grupo NC | EM DESTAQUE

Grupo NC adquire ativos de energia eólica

10.Oct.2016 |Grupo NC

Mais um passo importante para a diversificação dos negócios. Grupo entra no setor de energia com a compra de um complexo de 108 megawatts (MW), no município de Rio Grande (RS)

O Grupo NC anuncia a aquisição da Odebrecht Energias Alternativas, uma subsidiária integral da Odebrecht Energia, que detém os ativos de energia eólica do Complexo Eólico Corredor do Senandes, localizado no município de Rio Grande (RS). O negócio contempla a aquisição de quatro parques eólicos, com potência instalada de 108 megawatts (MW), capaz de gerar energia suficiente para abastecer uma população de aproximadamente 650 mil habitantes, com possibilidade de expansão de mais de 80 megawatts (MW). O complexo passa a ficar sob a marca de negócios NC Energias Renováveis. A efetivação da transação de compra está condicionada à aprovação dos órgãos competentes.
 
Em março deste ano, o Grupo NC já havia anunciado a compra de 100% das operações de mídia do Grupo RBS, em Santa Catarina. Com a nova aquisição, o Grupo NC reforça sua proposta de diversificação de negócios. “Esses ativos fazem parte da estratégia de crescimento do Grupo NC, que está sempre atento às boas oportunidades de negócio. Acreditamos que a energia eólica, ao lado de outras fontes renováveis, terá papel cada vez maior na matriz energética brasileira, que caminha para se tornar uma das mais limpas e diversificadas do mundo”, afirma Carlos Sanchez, presidente do Conselho de Administração do Grupo NC.
 
O complexo eólico contribui para a matriz energética brasileira de forma limpa e sustentável, ajudando na diversificação das fontes de geração de energia. Os ativos adquiridos compreendem 40 aerogeradores ECO-122, 01 subestação (34,5/138kV) e 48 quilômetros de linha de transmissão até o ponto de conexão com o Sistema Interligado Nacional (SIN). Toda a energia produzida no Complexo já está comercializada por meio de um contrato de longo prazo que termina apenas em 2034.
 
Apesar de as usinas hidrelétricas ainda representarem a principal fonte energética brasileira, os últimos anos mostraram um forte avanço do país em outras fontes renováveis de energia (solar, eólica, biomassa etc.), que apresentam menor impacto ambiental e preço competitivo. Somente a energia eólica cresceu 460,86% no período compreendido entre os anos de 2010 a 2014, saltando de 2.177 GWh para 12.210 GWh nestes quatro anos, segundo o estudo Redes e Fluxos do Território – Logística de Energia 2015, publicado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em junho de 2016. Essa diversificação da matriz energética brasileira faz parte de um plano do governo para garantir a segurança do sistema elétrico e já tem alterado radicalmente o cenário brasileiro de energia.
 
Ficha técnica dos ativos:
 
Complexo Eólico Corredor de Senandes
 
Estado: Rio Grande do Sul (RS)
Município: Rio Grande
Parques Eólicos (04): Corredor do Senandes II, III e IV e Vento Aragano I
Capacidade Total: 108 MW, sendo 40 aerogeradores com capacidade nominal unitária de 2,7 MW
Subestação: Senandes 34,5/138kV
Linha de Transmissão até o Sistema Interligado: 48 quilômetros
 
 
 
Sobre o Grupo NC - Lançado em 2014, o Grupo NC - que traz as siglas iniciais de Nanci Sanchez e Carlos Sanchez, filhos de Emiliano Sanchez, fundador em 1964 da farmacêutica EMS -, é um grupo econômico que conta com mais de 9 mil colaboradores diretos e mais de 10 empresas, como EMS, Brace Pharma (EUA) e Grupo RBS Santa Catarina. A holding, com sede em Hortolândia (SP), é líder do mercado farmacêutico nacional há dez anos consecutivos e está entre os 170 maiores grupos do Brasil, segundo levantamento do Valor Grandes Grupos 2015.

COMENTÁRIOS